Ferragamo apresenta seu novo monograma Ferragamo Gancini

Crédito: Divulgação

Assinada por Paul Andrew, uma identidade visual inédita criada através de um projeto super divertido! Em parceria criativa com Bryanboy criaram uma série de fashion films cômicos que ironizam de forma leve o lifestyle desses influencers e da vida vivida através de uma lente digital. O conteúdo foi todo produzidos em Florença, na terra natal da Ferragamo, onde até hoje se mantém o HQ e Museu Salvatore Ferragamo.

A proposta do Paul Andrew ao reinterpretar este que o símbolo da herança, artesanato e qualidade da Ferragamo é de celebrar a união – entre tradição e modernidade, entre gerações e principalmente entre a família Ferragamo e seus admiradores. O Gancini sempre agiu na marca como um ponto de conexão – tanto literalmente, como se pode ver em fechos de sapatos, cintos e bolsas, quanto simbolicamente. A partir da coleção Primavera Verão 2019, que começa a chegar gradualmente ao Brasil em fevereiro, o novo monograma Ferragamo Gancini será apresentado em peças e looks completos feitos em jacquard de algodão.

O Gancini se tornou ícone da Ferragamo nos anos 70. No entanto, existem relatos de o logo na verdade surgiu nos anos 50, durante os anos finais do fundador, Salvatore Ferragamo. De acordo com os italianos, para criar as primeiras versões deste logo icônico, Ferragamo se inspirou nas ferragens ornamentadas dos portões da sede da marca, no Palazzo Spini Feroni, em Florença – bem como nos ganchos de ferro articulados, feitos à mão, localizados na parte lateral do edifício para amarração de cavalos. Estas características antigas do edifício permanecem até hoje, e de fato, se assemelham ao Gancini que se tornou globalmente associado à Salvatore Ferragamo.